AcessibilidadeAcessibilidadeInternacional

Cultura

João Antonio Borba

Chefe de Naipe das Cordas Agudas

 

João Antonio Borba, Iniciou os estudos musicais no piano com quatro anos de idade. Estudou sax-horn com o Maestro Rugard Schmitt dos oito aos dez anos e com onze anos iniciou no violino já entrando na escola de música da OSPA, atual conservatório Pablo Komlós, na classe de Mauro Rech, onde concluiu o curso básico e o avançado em violino.

Participou do 18° Encontro de Músicos/SP UNASP, e atuou na orquestra do festival. Participou do 1° Festival Internacional de Música de Gramado/RS - Gramado in Concert, onde fez aulas com o Prof. Bosísio e foi Spalla dos 2° violinos da Orquestra Sinfônica do Festival. Participou do 34° Oficina de Música de Curitiba/PR, onde fez aulas com o Prof. Dr.  Bosísio e participou da Orquestra Sinfônica do Festival.  Fez aulas de regência com Yara Campos/SP, Gerson Arrais/SP e Jetro de Oliveira/SP em festivais de música e também com aulas particulares com Gerson Salcedo, Márcio Buzatto e Leandro Schaefer. Nos II Gramado in Concert solou a primavera de Vivaldi com a orquestra de Câmara de Gramado na abertura do Festival, onde também atuou como 1° violino na orquestra e fez aulas com Prof. Paulo Bosísio. Participou do III Gramado In Concert como aluno de regência na classe do Maestro Dr. Linus Lerner, e spalla do quinteto residente do festival.

No Gramado In Concerto 2018, fez a classe de regência orquestral com Maestro Linus, e também atuou como spalla da Orquestra de cordas e assistente do Maestro Gustavo Fontes.

Atuou como violinista nas Orquestras Sinfônica da UCS, SASO (Southern Arizona Symphony Orchestra), Sinfônica de Santa Maria, de Câmara do Theatro São Pedro, de Câmara da Orquestra Sinfônica do Rio Grande do Norte, entre outras.

Com o Duo de violino e piano, DuoBA, junto com Jonatas Asafe, piano, realizam um trabalho de música de câmara em espaços culturais e recitais didáticos em escolas, com repertório variado e pensado para cada concerto.

Como Diretor Musical e Regente de Orquestra atuou na Fundação Huberto Schmitt Muller.  Como Regente/Ensaiador convidado atuou na Orquestra de Câmara da UNISC, Orquestra de Câmara de Gramado e Sinfônica de Gramado.

Desde 2011 vem fazendo aperfeiçoamento em violino com o renomado Prof. Dr. Paulo Bosísio. É graduando em licenciatura Música-Piano na UERGS.

Como Violinista/Spalla e solista atua nas Orquestras, Sinfônica de Gramado, de Câmara de Gramado, e na de Câmara de UNISC.

Como Diretor artístico e Maestro, atua a frente da Orquestra de Câmara Paranhana.

Atualmente atua no naipe dos primeiros violinos da Orquestra Sinfônica da UCS.


Carlos Zinani

Carlos Eduardo Zinani (violino/viola) - iniciou seus estudos de violino em Caxias do Sul com o prof. Ion Bressan no Instituto Johann Sebastian Bach, em 1985. Em 1986, passou a ter aulas com a professora Gabriela Coletti. Posteriormente, ingressou na Escola de Música da OSCA (Orquestra Sinfônica de Caxias do Sul), na qual foi aluno do professor Jorge Inda. Durante os anos de 1994 e 1995, frequentou o Curso de Extensão em Instrumento da Universidade Federal do Rio Grande do Sul sob a orientação do professor Fredi Gerling.  Foi membro integrante da orquestra de Câmara da Sociedade de Cultura Musical de Caxias do Sul (março de 1990 a dezembro de 2000) e da Orquestra do Instituto de Artes da UFRGS (1994-1995).

Frequentou o festival de música de inverno de Vale Vêneto, promovido pela Universidade Federal de Santa Maria nos anos de 1992 e 1993.  Teve oportunidades de aperfeiçoamento com os profs. Marck Cedel (EUA), Rudolf Haken (EUA), Marcelo Jafé (SP), Paulo Bosisio (RJ), Alexandre Razera (PR) e Julia Bullard (EUA). Em 2017 participou, em duas ocasiões, como músico convidado da Orquestra de Câmara da UNISC e, no mesmo ano, da Orquestra Sinfônica de Gramado durante as comemorações do 32º Natal Luz.

 Participou como músico convidado da Orquestra Sinfônica da UNISINOS (2005) e da Orquestra de Câmara do Theatro São Pedro (2013 e 2014).

Foi integrante do Quarteto de Cordas da Orquestra da UCS (2008 – 2012) atuando como violista e arranjador. Participou das três edições do Festival de Música de Câmara de Caxias do Sul (2008, 2009 e 2010), promovido pela UCS. Em 2012, estreou o Quarteto de Cordas nº1 e, em 2014, a Suíte para dois Violinos, ambas obras de sua autoria. Atualmente, é integrante da Orquestra de Câmara da Universidade de Santa Cruz do Sul (UNISC), atuando como violinista, da Orquestra Sinfônica da Universidade de Caxias do Sul (UCS) e da Orquestra Sinfônica de Gramado atuando como violista. Participa também de vários trabalhos com o Quarteto de Cordas e o grupo de Música de Câmara da Orquestra da UCS.

Em 2016, realizou diversos concertos com o Grupo de Câmara da Orquestra sinfônica da UCS e o violonista Lucio Yanel no projeto Aquarela del Sur e, em 2017, na Fiesta Internacional del Chamamé na cidade de Corrientes, Argentina. É, também, professor de violino e viola do projeto Mais Música, desenvolvido em parceria com a faculdade IDEAU. Atua também no projeto Música Clássica nas Escolas, apoiado pelo FINANCIARTE de Caxias do Sul com o pianista Luciano Cesa, além de participar de vários trabalhos envolvendo apresentações e, também, gravações. 


Cristiano Marques Perreira

Bacharel em Música – Violino pela UFRGS, integra o naipe dos primeiros violinos na Orquestra de Câmara da UNISC (Santa Cruz do Sul) e Theatro São Pedro (Porto Alegre) e vem atuando como músico convidado das principais orquestras do estado, tais como, OSPA, Orquestra Sinfônica da Universidade de Caxias do Sul, Orquestra Unisinos Anchieta, Orquestra da PUC.

Gravou CD e DVD, com Vitor Ramíl, Antonio Vileroy, Orquestra Sinfônica de Caxias do Sul, Orquestra de Câmara Theatro São Pedro. Já acompanhou Fafá de Belém, Chico Cesar, Ana Carolina, Adriana Calcanhoto, Ná Ozzetti, Nelson Freira, Anna Barbara Vogel, Antonio Meneses, Carmelo de los Santos.

Atualmente mantém aprimoramento com Paulo Bosísio.

Estudou com Hella Frank, Marcello Gersfeld, Fredi Gerling e Marco Antônio Penna com quem iniciou seus estudos de violino.


Rael Silva Gobatto

Iniciou seus estudos musicais em 1997 no Projeto Sinos Acorda da UNISINOS sob a orientação do maestro José Pedro Boéssio e dos professores Arthur Barbosa e João Campos Neto, desenvolvendo prática em orquestra e em grupos de câmara. Estudou violino com diversos professores nesta entidade e teoria e percepção com o professor Bontzye Schmidt Sandoval.

Participou de vários festivais, cursos e master-classes com professores brasileiros e estrangeiros dentre os quais se destacam Tadashi Maeda (Japão), Edson Queiros de Andrade, Marco Damm, Marena Salles, Jaroslav Sonsky (República Tcheca), João Titton, Marcello Guerchfeld, Nachum Erlich (Israel), Svetlana Tereshkova (Rússia), Evgenia-Mariya Popova (Bulgária) e Paulo Bosísio.

Atuou como músico convidado da Orquestra UNISINOS e Orquestra Sinfônica de Santa Catarina, e integrou as orquestras Sinos Acorda, Feevale-Canarinhos, OLPOA (Orquestra Livre de Porto Alegre), Cameratta Porto Alegre, PUCRS e Werdenfels Orchester (Alemanha).

Desenvolve ainda intensa participação na OJRS (Orquestra Jovem do Rio Grande do Sul), lecionando violino, música de câmara e teoria e percepção e ainda reparos básicos em instrumentos de cordas. Também atua como músico da Orquestra Sinfônica de Gramado e Orquestra de Câmera da UNISC.

Estudou com o professor Iran Jorge da Silva de 2004 até 2009 com quem conheceu a técnica violinística desenvolvida na Europa central por Carl Flesch e Max Rostal, difundida no Brasil pelo mestre Paulo Bosísio (Rio de Janeiro).

Atualmente seu estudo é supervisionado pelo professor João Campos Neto, juntamente com Paulo Bosísio, que faz visitas regulares ao Rio Grande do Sul.

MENU PRINCIPAL